Depressão em estudantes universitários

fatores predisponentes na área da saúde

Autores

  • Ana Patrícia Fonseca Coelho Galvão UNIVERSIDADE CEUMA http://orcid.org/0000-0003-3376-5678
  • Thainá Ferreira Pinto Universidade CEUMA
  • Ricardo Riyoti Uchida Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.14295/jmphc.v15.1292

Palavras-chave:

Depressão, Estudantes, Saúde Mental, Causalidade

Resumo

O início da vida adulta se caracteriza como marco fundamental, possui fases de adaptação, e a ingressão na vida acadêmica gera responsabilidades comuns, além de muitas vezes induzirem ao desencadeamento de transtornos psíquicos, que incluem a depressão. Estudo com objetivo de investigar os fatores predisponentes para depressão em estudantes universitários. Possui abordagem descritiva e correlacional com direcionalidade temporal prospectiva, realizada em uma universidade privada do município de São Luís do Maranhão, Brasil. Constituiu-se de 451 estudantes universitários dos cursos de graduação em Enfermagem, Odontologia, Psicologia e Medicina. Da amostra geral, 21,2% foi classificada com sintomas leves de depressão, 23,6% moderados e 22,5% severos; e 67,3% classificaram-se como triagem positiva, os escores de depressão foram significativamente maiores no sexo feminino (p<0,001), e quanto maior a idade (p<0,001), e nos estudantes que sentem apoio da instituição (p<0,001) e apoio dos colegas (p<0,001), 76,1% entre 18 e 20 anos. Pesquisas semelhantes apontam que, a triagem positiva em universitários se dá pela dificuldade em adaptação do universitário as atividades propostas, durante as atividades práticas onde se lida diariamente. Tornam-se preocupantes a semelhança dos dados obtidos, o que implicam na prática para futuros profissionais de saúde, pois, os casos leves a moderados podem representar sintomatologias iniciais da doença, que progrida com o avançar da idade, os casos mais severos apresentam maior gravidade como incapacidade de cuidar de si próprio e manter relações sociais, encontrando muitos obstáculos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Patrícia Fonseca Coelho Galvão, UNIVERSIDADE CEUMA

Departamento de Enfermagem. Área Saúde.

Referências

Moraris Júnior SLA, Seltenreich LS, Barbosa SM, Ribeiro BP, Santos ASL. A depressão como obstáculo para os futuros enfermeiros. Nursing (Sao Paulo). 2019;22(253):2973-8. https://doi.org/10.36489/nursing.2019v22i253p2973-2978. DOI: https://doi.org/10.36489/nursing.2019v22i253p2973-2978

Cecconello WW, Batistella F, Wahl SDZ, Wagner MF. Avaliação de sintomas depressivos e de fobia social em estudantes de graduação. Aletheia. 2013;(42):71-81.

Maltoni J, Palma PC, Neufeld CB. Sintomas ansiosos e depressivos em universitários brasileiros. Psico. 2019;50(1):e29213. https://doi.org/10.15448/1980-8623.2019.1.29213. DOI: https://doi.org/10.15448/1980-8623.2019.1.29213

Bolsoni-Silva AT, Guerra BT. O impacto da depressão para as interações sociais de universitários. Estud Pesqui Psicol. 2014;14(2):429-52. DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2014.12649

Goncalves PIE, Silva RA, Ferreira LA. Comportamento suicida: percepções e práticas de cuidado?. Psicol Hosp. 2015;13(2):64-87.

Fonseca JRF, Calache ALSC, Santos MR, Silva RM, Moretto SA. Association of stress factors and depressive symptoms with the academic performance of nursing students. Rev Esc Enferm USP. 2019;53:03530. https://doi.org/10.1590/S1980-220X2018030403530. DOI: https://doi.org/10.1590/s1980-220x2018030403530

Aquino RL, Xavier DAA, Marra MD, Teixeira NFF, Vargas LS, Maganhoto AMS, et al. Qualidade de vida de estudantes de graduação. Rev Enferm UFPE on line. 2019;3:e241389. https://doi.org/10.5205/1981-8963.2019.241386. DOI: https://doi.org/10.5205/1981-8963.2019.241386

Fernandes MA, Vieira FER, Silva JS, Avelino FVSD, Santos JDM. Prevalence of anxious and depressive symptoms in college students of a public institution. Rev Bras Enferm. 2018;71(suppl 5):2169-75. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0752. DOI: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0752

Spitzer RL, Williams JB, Kroenke K, Hornyak R, McMurray J. Validity and utility of the PRIME-MD patient health questionnaire in assessment of 3000 obstetric-gynecologic patients: the PRIME-MD Patient Health Questionnaire Obstetrics-Gynecology Study. Am J Obstet Gynecol. 2000;183(3):759-69. https://doi.org/10.1067/mob.2000.106580. DOI: https://doi.org/10.1067/mob.2000.106580

Bresolin JZ, Dalmolin GL, Vasconcellos SJL, Barlem ELD, Andolhe R, Magnago TSBS. Depressive symptoms among healthcare undergraduate students. Rev Lat Am Enfermagem. 2020;28:e3239. https://doi.org/10.1590/1518-8345.3210.3239. DOI: https://doi.org/10.1590/1518-8345.3210.3239

Bahmani DS, Faraji P, Faraji R, Lang UE, Holsboer-Trachsler E, Brand S. Is emotional functioning related to academic achievement among university students?: results from a cross-sectional Iranian sample. Braz J Psychiatry. 2018;40(3):290-5. https://doi.org/10.1590/1516-4446-2017-2434. DOI: https://doi.org/10.1590/1516-4446-2017-2434

Downloads

Publicado

26-07-2023

Como Citar

1.
Fonseca Coelho Galvão AP, Ferreira Pinto T, Riyoti Uchida R. Depressão em estudantes universitários: fatores predisponentes na área da saúde. J Manag Prim Health Care [Internet]. 26º de julho de 2023 [citado 25º de maio de 2024];15:e007. Disponível em: https://www.jmphc.com.br/jmphc/article/view/1292

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.