Saberes e práticas de médicos e enfermeiros relativos ao pré-natal odontológico

  • Rejane Marques Pereira Faculdade Independente do Nordeste
  • Suélem Maria Santana Pinheiro Ferreira Universidade Estadual de Feira de Santana
  • Rogério Vieira Silva Faculdade Independente do Nordeste
  • Jinária Fernandes da Silva Faculdade Independente do Nordeste
  • Isis Cardoso Benício dos Santos Faculdade Independente do Nordeste

Resumo

Objetivou-se descrever conhecimento e práticas de médicos e enfermeiros referentes à saúde bucal de gestantes, envolvidos no cuidado pré-natal, na atenção básica de saúde de Vitória da Conquista-BA em 2015. Trata-se de um estudo censitário, transversal, com abordagem quantitativa e descritiva realizado com médicos e enfermeiros da Atenção Básica. Aplicou-se questionário, através de entrevista, contendo questões objetivas para descrição socioeconômica, conhecimentos e ações em saúde bucal de gestantes.  Foram obtidas frequências absolutas e relativas, e medidas de tendência central e dispersão, através da análise descritiva no Software SPSS versão 22.0. Dos 54 entrevistados, 68,5% estão inseridos em Unidade de Saúde da Família, com atuação média de 18 meses; 68,5% são enfermeiros. Apenas 38,9% participaram do curso introdutório para atuação na Atenção Básica, e entre estes, 66,7% declararam não receber incentivo quanto à saúde bucal de gestantes durante o treinamento. A maioria (96,3%) considerou o contato da gestante com o Cirurgião Dentista importante independente de queixa bucal; 75,5% incentivam as gestantes a procurarem atendimento odontológico, porém apenas 20,4% realizam inspeção visual da cavidade oral regularmente. As discussões com o Cirurgião Dentista são raras (25,9%) ou ausentes (31,5%), e alguns mitos ainda persistem entre os profissionais, como a contraindicação de radiografia e procedimentos cirúrgicos para gestantes, citados por 57,7% e 35,2%, respectivamente. A auto avaliação demonstrou que 66,0% dos profissionais julgaram seus conhecimentos em saúde bucal como sendo regular. Os profissionais demonstraram conhecimento deficiente sobre saúde bucal de gestantes, e apresentaram dificuldades em desenvolver ações efetivas que beneficiem mãe e filho. 

Biografia do Autor

Rejane Marques Pereira, Faculdade Independente do Nordeste
Curso de Odontologia
Suélem Maria Santana Pinheiro Ferreira, Universidade Estadual de Feira de Santana

Área de Saúde Coletiva, Departamento de Ciências da Vida

Rogério Vieira Silva, Faculdade Independente do Nordeste
Curso de Odontologia
Jinária Fernandes da Silva, Faculdade Independente do Nordeste
Curso de Odontologia
Isis Cardoso Benício dos Santos, Faculdade Independente do Nordeste
Curso de Odontologia
Publicado
18-09-2019
Como Citar
1.
Pereira R, Pinheiro Ferreira SM, Silva R, da Silva J, dos Santos I. Saberes e práticas de médicos e enfermeiros relativos ao pré-natal odontológico. JMPHC [Internet]. 18set.2019 [citado 22nov.2019];10. Available from: http://www.jmphc.com.br/jmphc/article/view/564